Correia Pinto Competente como autarca: os presidentes têm-no integrado nas suas equipas de trabalho.

Resistente como homem: conseguiu superar o covid-19.

Resiliente como vereador: revela elevada capacidade para trabalhar sob pressão.

António Fernando Gonçalves Correia Pinto é um dos mais categorizados e experientes autarcas deste país. Membro de sucessivos executivos da Câmara Municipal de Matosinhos tem sido, também com o seu apoio que os diversos presidentes, em mandatos sucessivos têm cumprido os respetivos programas de ação.

Sobejamente conhecido da população, conhece como ninguém o concelho, as suas carências, os seus anseios, os seus objetivos, as suas realizações. E são incontáveis os melhoramentos em diversos domínios que refletem a marca da sua mão.

Na presente legislatura, enquanto vereador tem a seu cargo os pelouros da Educação e da Qualificação Ambiental.

E é um homem fisicamente forte, já o dissemos. Infetado pelo vírus covid-19 lutou pela vida, e conseguiu vencê-lo, não sem antes ter passado pelos cuidados intensivos do Hospital Pedro Hispano. É uma vitória que se saúda, um pesadelo que terminou em bem, um regresso que se desejava.

Mas este vírus que ameaça virar o mundo do avesso ataca forte em Matosinhos, como se sabe. Ataca, indiscriminadamente velhos e novos, ricos e pobres e todos merecem, de todos nós, o mais vivo respeito e infinita solidariedade.

Numa demonstração de que o vírus não faz escolhas, atingiu também a presidente Luísa Salgueiro e o vice-presidente Fernando Rocha, embora de forma menos violenta.

A estes bastou-lhes o isolamento e, em poucos dias, os testes reduziam a zero razões para preocupações maiores.

Prova-se uma vez mais que Matosinhos, terra de mar a perder de vista tem filhos que, quando se trata de lutar e resistir fazem lembrar que somos descendentes dos navegantes do século XVI.

Na verdade, somos netos de navegadores, heróis, lobos de água, senhores da Índia, de aquém e além-mar – e estes três consagrados autarcas, vencendo as batalhas individuais que enfrentaram – refletem a natureza do povo que representam.

Luísa Salgueiro, Fernando Rocha e Correia Pinto – a par de tantos concidadãos que conseguiram livrar-se do maldito vírus – são bem o exemplo da resistência, da luta e da esperança.

Da resistência que devemos ter para enfrentar a vida.

Da luta que devemos travar para atingir os objetivos.

Da esperança que devemos alimentar em que melhores dias virão.

Para todos nós, para Matosinhos e para Portugal!

A Rádio Matosinhos Online congratula-se pelo rápido restabelecimento que tiveram e manifesta ardentes votos de uma firme consolidação da saúde recuperada.

A direção RM

O que acha?

Heitor Ramos

Read Previous

Arnaldo Silva e a União das Freguesias da Senhora da Hora e São Mamede Infesta

Read Next

Correia Pinto Competente como autarca: os presidentes têm-no integrado nas suas equipas de trabalho.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *