GNR e Blaya são cabeças de cartaz das Festas do Senhor de Matosinhos

Entre 24 de maio e 16 de junho, uma das maiores romarias do país cruza a dimensão religiosa com a cultura popular, a animação e as artes contemporâneas, reunindo este ano o primeiro Congresso Internacional Senhor de Matosinhos.

Pode parecer, mas a colaboração dos GNR com a Banda de Matosinhos-Leça não é um milagre do Senhor de Matosinhos. O concerto que juntará as duas formações, marcado para o dia 10 de junho, pelas 22 horas, no jardim da Biblioteca Municipal Florbela Espanca, limita-se a unir os dois projetos musicais em que Rui Reininho está atualmente envolvido.

Após quase quarenta anos na banda de pop-rock que mudou a música em Portugal, Reininho preside há quase um ano à associação da banda filarmónica, com 132 anos de história. Desafiado pela Câmara Municipal de Matosinhos, decidiu juntar os músicos dos GNR e da Banda de Matosinhos-Leça para um concerto único que vai, decerto, constituir um dos pontos altos da edição desde ano das Festas do Senhor de Matosinhos.

Para além do imperdível espetáculo pirotécnico, marcado para a meia-noite do dia 8 de junho, as festas, que arrancam esta sexta-feira, 24 de maio, ficarão ainda marcadas pela realização do primeiro Congresso Internacional Senhor de Matosinhos, que juntará outras cidades com cultos tributários do de Matosinhos, e pelo concerto da cantora e bailarina Blaya.

Depois do êxito do single “Faz Gostoso”, Blaya lança o novo disco, “Blaya con Dios”, no dia 27 de maio. No domingo seguinte, 9 de junho, a ex-Buraka Som Sistema, que participa também no mais recente disco de Madonna, estará em Matosinhos para o primeiro grande concerto da edição deste ano do Senhor de Matosinhos.

Aquela que é uma das maiores romarias do país, com seis séculos de história, e que traz a Matosinhos cerca de um milhão de visitantes, incluirá também este ano a celebração, a  31 de maio, do Dia do Pescador, que sublinhará a importância do sector das pescas para a economia do concelho de Matosinhos, homenageando o trabalho árduo dos pescadores, operários e empresários conserveiros matosinhenses, de hoje e do passado.

O programa incluirá a apresentação do documentário “Portugal tem lata”, com argumento e realização de Rui Pregal da Cunha, antigo vocalista da banda “Heróis do Mar”, e João Trabulo, dedicado à indústria conserveira, e com a reabertura do Núcleo Museológico do Mar, na antiga Escola do Bairro dos Pescadores, após obras de beneficiação realizada pela Câmara Municipal de Matosinhos.

Com as ruas de Matosinhos iluminadas a preceito, o programa das festas (disponível em http://www.cm-matosinhos.pt/cmmatosinhos/uploads/writer_file/document/20934/programa_senhor_de_matosinhos_2019.pdf) inclui, como é habitual, as feiras de artesanato e da louça, os divertimentos mecânicos e a zona de alimentação, sem esquecer a tradição do Fogo de Bonecos, única no país. No sábado, 1 de maio, destaque ainda para a inauguração da exposição “No Reino do Cavaleiro Cayo Carpo”, que ficará patente na Biblioteca Municipal Florbela Espanca, contando em palavras e barro as principais lendas de Matosinhos.

No mesmo dia, pelas 16 horas, o Rancho Típico da Amorosa fará a encenação das antigas romarias a Matosinhos, seguindo-se, pelas 21h30, um concerto da Orquestra barroca da Casa da Música do Porto na Igreja do Bom Jesus de Matosinhos.

Matosinhos, paços do concelho, 21 de maio de 2019

Jorge Marmelo

Assessor de Imprensa

Telefone: 229 390 900 (ext. 330061)

Telemóvel: 910 730 296

E-mail: jorge.marmelo@cm-matosinhos.pt

Web: http://www.cm-matosinhos.pt

O que acha?

Heitor Ramos

Read Previous

MOALDE MEDIEVAL 2019

Read Next

840 mil pessoas esperadas no grande fim-de-semana do Senhor de Matosinhos

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *